oncontextmenu='return false' onselectstart='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

05 fevereiro 2016

0

Pesquisa revela que as grávidas usam cosméticos sem olhar as contraindicações dos produtos



Olá meus amores, tudo bem?

Hoje o post é sobre um estudo bem interessante sobre o uso de cosméticos na gravidez.

Levantamento indica que a maioria das mulheres podem estar se expondo a um risco desnecessário durante a gestação


O estudo foi realizado pelo Instituto IPUPO Educacional com mil mulheres e aponta dados preocupantes quanto aos cuidados no período de gestação diante de questões comuns do dia a dia, como o uso de cosméticos.


Das grávidas que foram ouvidas pelo Instituto, mais de 60% revelaram que usam filtro solar, sem orientação de algum médico.




Tal índice ainda é maior quando relacionado ao uso de perfumes.

80% das entrevistadas disseram ter utilizado perfumes durante a gravidez, sendo que quase 95% não tiveram a indicação de um médico na escolha desse perfume.




O estudo também apontou que das entrevistadas, 78,72% das mulheres utilizou hidratante durante a gestação.
“Quase 80% fez uso desse tipo de cosmético, infelizmente, com enormes chances de terem algum tipo de agente comprovadamente estrogênico ou que não seja indicado para gestantes.”, ressalta o Farmacêutico Lucas Portilho, Presidente do IPUPO – Instituto que liderou a pesquisa.
Segundo os estudiosos do Instituto, o sinal de alerta começou a acender com a estatística de que apenas pouco mais de 30% fez uso do hidratante indicado por um médico.



O estudo alerta para a despreocupação das mulheres quanto ao uso de cosméticos durante a gravidez. A atenção durante a gravidez deve ser redobrada com os cosméticos, devido a função dos hormônios que entram em cena e podem causar reações variáveis para cada mulher. Algumas gestantes podem desenvolver alergias, diante de uma pele mais sensível e seca e outras com pele oleosa estão propensas à acne.

“O profissional que desenvolve cosméticos tem a sua frente uma responsabilidade enorme que não é de mais ninguém. É ele que deve pesquisar continuamente os ingredientes, exigir dos fabricantes de matérias-primas e embalagens esse tipo de consciência e estar ao lado da classe médica buscando novas alternativas e levando novas informações.”, reforça o professor Lucas Portilho.

Espero que tenham gostado.

Grande Beijo, meu e das pequenas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Deixe seu comentário, porque eu adoro! :)

Grande Beijo, meu e das pequenas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout: Prioridade de Mãe/ Designer: Acessórios e Personalizações de Blogs Tecnologia do Blogger | Todos os direitos reservados ©2013