oncontextmenu='return false' onselectstart='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

30 dezembro 2014

8

Ser Mãe Adotiva



Olá meus amores, tudo bem?

Hoje no De Mãe para Mãe o texto é exclusivo, Débora Floriano, mãe da Laís 17 anos, Guilherme 10 anos, e agora o pequeno Davi. Enfermeira, minha grande amiga, e dona de um coração iluminado por Deus, de um humor invejável, e uma bondade interminável. Aqui ela nos conta a sua maravilhosa experiência em Ser Mãe Adotiva. Confira!

Bom, adotar um filho sempre foi algo que passou distante dos meus planos, nunca pensei que adoção seria algo que entraria na minha vida. Deus me presenteou com dois filhos lindos, uma menina como primogênita e um filho lindo e especial, no amplo sentido da palavra, estava mais que satisfeita por ter esses presentes de Deus, porém Deus com sua magnífica sabedoria achou que poderia sim, ser muito mais feliz e derrepente,  não por acaso , porque pra ele acasos não existem, colocou em meu caminho uma criança linda e maravilhosa e as coisas simplesmente foram acontecendo naturalmente, sem planejar . Quando dei por mim estava totalmente envolvida com uma criança que não saiu do meu ventre, não tem o meu sangue, não possui o meu DNA, mas a força que me uni a ela é muito mais do que isso, é o meu Amor e vem do meu coração, logo eu que sempre acreditei ser impossível amar um filho adotado como se fosse seu, pois bem a vida me mostrou que sim, isso é possível e o laço que me liga a ele é muito forte, não difere dos outros dois em nada é o mesmo sentimento materno, e admito amo sim meus filhos de maneira diferente, porque eles possuem necessidades diferentes, seria hipocrisia dizer que o amor é igual, não o amor nunca será igual quando os envolvidos são diferentes.
Bem, mas esse não é meu maior objetivo nesse texto, e sim conscientizar a todos o quanto a adoção mudou a minha vida, e aconselho, se você tem a intenção de adotar uma criança com o intuito de fazer uma caridade, desista, porque adotar é ser mãe e ser mãe nunca será caridade é um gesto de amor e com certeza você ganha muito mais do que doa, é uma pena que em nossa cultura a sociedade ainda não tenha se conscientizado o quanto a adoção tem valor igual a um filho natural, por exemplo, quando tive meus filhos biológicos a casa se encheu de visitas como parentes e amigos prestigiando a chegada de um novo integrante, fato esse que não se repetiu com a chegada de um filho adotivo isso com certeza me deixou muito chateada, mas ao refletir um pouco mais sobre a cultura que estamos inseridos cheguei a seguinte conclusão não é culpa das pessoas, infelizmente essa é a triste realidade ao qual todos nós estamos atrelados, com certeza eu no lugar deles cometeria o mesmo erro, porque ainda ligamos a adoção a um gesto de caridade e não de amor, detesto quando alguém me cumprimenta e diz a seguinte frase “parabéns hein, admiro o seu gesto é muita coragem”,  nossa ninguém diz isso quando você tem um filho biológico, as pessoas te visitam te cumprimentam e dizem que filhos são presente de Deus nas nossas vidas, pelo menos comigo foi sempre assim agora que adotei parece que virei a mulher maravilha, me poupem né,  desde quando precisa de coragem pra ter filho, precisa de decisão e atitude e isso foi o que tive para adotar, não estou fazendo caridade alguma, este filho chegou a mim do mesmo jeito que os outros, por caminhos apontados por Deus, o caminho dele foi diferente mas chegou no seu destino da mesma forma que os outros e se tornou parte de mim.
Espero profundamente que ao acabar de ler esse texto, você possa olhar a adoção por outro prisma e compreender melhor o que ela é realmente, deixando para trás velhos tabus e rompendo paradigmas.
Débora Floriano.

Obrigada amiga, por compartilhar a sua história conosco! Amei sua participação!
Espero que tenham gostado.
Grande Beijo, meu e das pequenas.

8 comentários :

  1. Nossa, eu adorei a postagem...estava precisando ler isso..
    Bjs

    http://blogdalidianaleite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi lindo demais
    Na verdade o que importa é somente o amor
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Mãe adotiva e amor em dobro! É mãe de coração e alma pura!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que postagem maravilhosa.. Adorei, cada dia mais você me surpreende com suas postagens.

    ResponderExcluir
  5. Amei, parabéns Débora, e parabéns Tatiane,amei a postagem. Feliz 2015 pra vc e td sua familia!

    ResponderExcluir
  6. Post maravilhoso fiquei emocionada agora, beijos.

    ResponderExcluir
  7. Débora que texto maravilhoso! É realmente como você disse, agora que virou mãe adotiva as pessoas pensam que virou mulher maravilha. Que quer salvar todas as crianças e precisa da aprovação delas, ou até mesmo do reconhecimento de coragem. Infelizmente, nossa cultura ainda precisa mudar.
    Porém eu te admiro, porque é uma mãe que se permitiu amar mais um filho. Ser mãe de 3
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. tendo amor não importa se é adotiva ou não.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, porque eu adoro! :)

Grande Beijo, meu e das pequenas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout: Prioridade de Mãe/ Designer: Acessórios e Personalizações de Blogs Tecnologia do Blogger | Todos os direitos reservados ©2013