oncontextmenu='return false' onselectstart='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

03 setembro 2014

5

Congresso em Aracaju debate a violência contra a família




Evento, que será realizado nos dias 3, 4 e 5 de setembro, vai oferecer palestras e minicursos e contará com a participação do Projeto Prioridade Absoluta, do Instituto Alana


Em um cenário de violência doméstica, seja ela qual for, a criança tem que vir em primeiro lugar. Até os 12 anos, as crianças ainda estão em formação e qualquer violação dos seus direitos podem provocar danos para toda a vida. Por isso, as crianças precisam ser resguardadas e amparadas, como garante o artigo 227 da Constituição Federal. “A criança tem que estar no foco não só das famílias, mas também do Estado e de toda a sociedade”, afirma a advogada Ekaterine Karageorgiadis, que faz parte do projeto Prioridade Absoluta, do Instituto Alana.

Ekaterine irá participar do Congresso Família, Gênero e Concretização dos Direitos Fundamentais, cujo tema será “Violência contra a família: violação dos direitos humanos”, que acontece em Aracaju. O evento é organizado pelo o Instituto Brasileiro de Direito de Família Seção Sergipe (IBDFAM/SE), a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher (CDDM/OAB-SE) e a Secretaria Municipal de Defesa e Cidadania (SEMDEC/PMA).

Na noite do dia 3, as palestras acontecerão no Centro de Convenções de Sergipe (CIC), que fica na Av. Tancredo Neves, 444 , em Aracaju. Haverá também minicursos de quatro horas nos dias 3, 4 e 5, das 8h às 12h, na Travessa Martinho Garcez, 71, Centro.

No dia 5, Ekaterine estará na mesa redonda sobre política de atendimento à criança e adolescente e o direito à convivência familiar. A moderação será feita pela Dra. Maria Conceição Figueiredo Rollemberg (Ministério Público) e os expositores serão a Dra Glícia Thais Salmeron de Miranda (IBDFAM/SE), Victor Cavalcante de Souza Valério (CONANDA). Outros debates terão como temas: as famílias em situação de violência, a violência contra mulher e o trabalho infantil.

O público-alvo do evento são os operadores do Direito, professores, educadores sociais, assistentes sociais, psicólogos, estudantes, membros de conselhos, integrantes da rede de atendimento e demais interessados.


As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas no site do IBDFAM.



Sobre o Instituto Alana 

O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que reúne os projetos que escolhemos apostar na busca pela garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 2002, o Instituto conta hoje com sete projetos próprios e quatro com parceiros e é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão “honrar a criança”.


Fonte: Assessoria de Imprensa


5 comentários :

  1. Muito bacana esse instituo, o melhor ainda é que e com o meu nome hehehe. Ameeeei o post!

    www.extremamentefeminina.com

    ResponderExcluir
  2. É um tema muito sério e quem puder ir não pode perder!

    ResponderExcluir
  3. Acho super importante esse tipo de conversa.

    ResponderExcluir
  4. É muito triste esses abusos e a violencia em geral..Traumatiza a criança, mae e tudo ao redor

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, porque eu adoro! :)

Grande Beijo, meu e das pequenas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout: Prioridade de Mãe/ Designer: Acessórios e Personalizações de Blogs Tecnologia do Blogger | Todos os direitos reservados ©2013