oncontextmenu='return false' onselectstart='return false'>expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

16 maio 2014

5

Baby Blues Pós-Parto


Olá Mãezinhas, tudo bem com vocês?


Hoje falaremos sobre um assunto que atinge muitas mãezinhas após o parto o 
famoso Baby Blues.



O Pós Parto é considerado um período de risco psicológico na vida da mulher.

É um período de instabilidade emocional, que afeta a grande maioria das mãezinhas, com sintomas que diferenciam em número e intensidade. 

Tem início alguns dias após o parto e duração de aproximadamente 10 a 15 dias.

O apoio e participação da família são fundamentais nessa hora, para que esse estado depressivo (Baby Blues) normal para o período não se transforme em algo mais sério. 

Caso ocorra um agravamento a ajuda de um profissional se faz necessária e urgente.


Falaremos sobre alguns sintomas do Baby Blues, Depressão Pós-Parto, Psicose Pós-Parto e Síndrome Depressiva Crônica.


Baby Blues

O Baby Blues ocorre nos primeiros dias após o parto e atinge de 50 a 80% das mulheres.

  • Lapsos curtos de memória
  • Fadiga
  • Ansiedade
  • Inquietação
  • Impaciência
  • Irritabilidade
  • Tristeza e choro sem nenhum motivo aparente
O Baby Blues resolve-se espontaneamente após alguns dias.


Depressão Pós-Parto

Afeta de 1 em 10 mulheres. 

  • Choro incontrolável
  • Perda de memória
  • Falta de interesse no bebê
  • Irritação
  • Insônia
  • Sentimento de culpa
  • Medo de machucar o bebê ou se machucar
  • Fadiga
  • Tristeza constante
  • Alterações de humor exagerados
  • Confusão
  • Falta de concentração
  • Distúrbios de sono ou apetite

Constatando-se a presença da maioria desses sintomas é importante que se procure um profissional, ou que seja comunicado ao obstetra para que esse providencie um encaminhamento.



Psicose Pós-Parto

Afeta 1 em 1000 mulheres. Os sintomas aparecem nos 3 primeiros meses e são mais intensos e duradouros, com episódios psicóticos.

  • Alucinações ou delírios
  • Pensamentos de machucar o bebê
  • Insônia severa
  • Pensamentos autodestruição
  • Agitação
  • Comportamentos estranhos
  • Medo
  • Pensamentos intrusivos
  • Distúrbios de sono ou apetite

Necessita acompanhamento psicológico e internação hospitalar. 


Síndrome Depressiva Crônica

Episódio depressivo não psicótico. 

  • Humor disfórico
  • Distúrbio do sono
  • Alteração do apetite
  • Fadiga
  • Culpa excessiva
  • Pensamentos suicidas
O tratamento deve ser psicológico e medicamentoso pois pode perdurar por até 1 ano.


Para amenizar alguns sintomas e evitar que o Baby Blues pós-parto se agrave para uma depressão é interessante que alguns cuidados sejam tomados.

  • Ao retornar a nova vida, dar um tempo para se ajustar a nova situação.
  • Ter equilíbrio de pensamentos.
  • Conversar sobre seus sentimentos com o parceiro. Assim fazer bem e o parceiro saberá como ajudar. O diálogo é fundamental.
  • Dar um tempo para conhecer o bebê. Lembrar-se que ambos (mãe e bebê) estão em fase de adaptação a nova vida.
  • Cuidar do visual. Arrumar-se, mesmo que seja para ficar em casa.
  • Ter um tempo para si mesma. Fazer as unhas, tomar um banho tranquilo, relaxar. Não hesitar em pedir ajuda a alguém  para que isso se torne possível.
  • Repousar o máximo possível e dormir quando o bebê estiver dormindo.
  • Não exigir demais de si mesma. Ninguém é perfeito.
  • Pedir ajuda do companheiro para os afazeres domésticos e cuidados com o bebê.
Não existe um exame especifico para diagnosticar a Depressão Pós-Parto, o que pode ser feito é o seu médico solicitar que você responda uma  Escala de depressão pós-parto de Edimburgo para verificar sinais de depressão. Outros exames complementares podem ser solicitados pelo médico caso a mãe possua alguma problema de saúde, que tenham sintomas parecidos com a depressão como fadiga, irritabilidade.

O tratamento para a depressão pós-parto muitas vezes inclui medicamentos, terapia ou uma combinação dos dois. 


Espero que todas as informações lhe sejam úteis.


Grande Beijo, meu e das pequenas.




5 comentários :

  1. Adorei conhecer melhor baby blues pos parto,é sempre bom termos conhecimento, de um assunto que acontece muito com as mulheres!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu tive o baby blues, mas só fui saber que era uma sindrome depois que passou. É horrivel, eu alucinava a noite, pensava que meu bebe tava do meu lado quando na verdade ele tava dormindo no berço. Chorava por nada e por tudo, mas graças a Deus não passou disso.

    maeemulher1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Deve ser um momento muito ruim...ao invés de a mae estiver feliz com seu filho esta deprimida..Mas o bom é que tem solução...ja ouvi casos de maes de mataram os filho por ter depressao pós-parto , isso é mt triste mas acontece

    ResponderExcluir
  4. Nossa, nao sabia que ocorria com essa porcentagem tao alta! Muitas mulheres nem sabem e nem procuram algum tipo de ajuda, para aliviarem os sintomas, que as vezes se torna muito seria!

    ResponderExcluir
  5. A minha enteada teve isso! Não foi no grau mais forte! Mas teve crises de choro, desespero e irritabilidade. É nessas horas que a família tem que estar ao lado para apoiar no que for preciso!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, porque eu adoro! :)

Grande Beijo, meu e das pequenas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout: Prioridade de Mãe/ Designer: Acessórios e Personalizações de Blogs Tecnologia do Blogger | Todos os direitos reservados ©2013